Cuiabá

Belas paisagens nunca vão faltar aos turistas que visitarem Cuiabá, como o Pantanal, a Floresta Amazônica e a Chapada dos Guimarães

CBA, Cidade Verde, Arquitetura Colonial, Ecoturismo, Pesca, Chapada dos Guimarães, Pantanal, Águas Termais, Notre Dame Cuiabana, Capital da Amazônia Meridional

As belas paisagens nunca vão faltar aos turistas que visitarem Cuiabá. Famoso ponto de partida para a exploração do Pantanal, Floresta Amazônica e Chapada dos Guimarães, a capital mato-grossense também é conhecida pela receptividade de seus habitantes, bem como pelo calor que se manifesta durante o ano inteiro.

A apenas 65 quilômetros de distância da cidade está o município que dá nome ao Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Ideal para quem gosta de caminhadas e esportes radicais, o local tem uma profusão de cachoeiras, rios e trilhas. Rapel, rafting e escaladas são programas imperdíveis neste santuário natural, que assim como os outros dois, atrai os apaixonados pela natureza do mundo inteiro.

Outra excelente opção de ecoturismo na região, que também gasta poucas horas de viagem de carro, é o Parque Nacional do Pantanal Matogrossense. Os municípios de Poconé e Barão de Melgaço ficam a pouco mais de 100km de distância de Cuiabá e são portas de entrada para uma das paisagens mais peculiares do país. Caminhadas, passeios a cavalo e barco possibilitam ao visitante um contato próximo com a fauna e flora locais.

Bem mais distante da capital do que as duas alternativas anteriores, a Floresta Amazônica também ocupa parte do estado do Mato Grosso e os turistas mais motivados têm a chance de conhecer parte de seu território saindo de Cuiabá. Nesse caso, o 'bate e volta' é praticamente impossível até as cidades de Alta Floresta e Paranaíta. Portanto, reserve alguns dias a mais.

Com temperaturas que facilmente ultrapassam os 30 graus, o passeio pela cidade é mais agradável quando o sol está mais baixo. Interessados em religião têm a Igreja de Nossa Senhora do Rosário como parada essencial. Quem busca um pouco mais da cor local não pode perder a Casa do Artesão e o Mercado do Porto, por seus suvenires e sabores, respectivamente, enquanto que o Aquário Municipal é uma alternativa para quem não quer adentrar a mata e ver os peixes da região em seu habitat natural.

Para descontrair e ver gente diferente, a Praça Popular e o Sesc Arsenal são os melhores lugares. No bairro Popular também há grande quantidade de bares e restaurantes. Nestes é possível provar o vasto cardápio de peixes que dão cara à culinária da região, como o pacu e o pintado.

Hotéis na área central são os mais bem localizados e as melhores opções de transporte na cidade ainda são o carro e o táxi.

Como estamos no Brasil, vale lembrar que sempre precisamos ficar atentos a furtos, roubos e assaltos. Nunca desligue o sinal de alerta, mas não deixe de aproveitar a viagem!

AMelhorViagem.com - 2012~2015 Todos os Direitos Reservados