Saiba contratar um seguro viagem de forma correta

Aprenda a escolher a melhor empresa e como adquirir reembolso sem problemas

Dicas Postado em

Fazer viagem ao exterior requer um seguro viagem. Além de proteger o viajante de percalços pelo caminho - extravio de bagagem, auxílio em caso de perda de documentos e cancelamento de voos -, também auxilia em situações mais emergenciais, como problemas de saúde. Atendimento médico no exterior é extremamente caro, por isso o ideal é se manter completamente protegido. No entanto, existem algumas orientações na hora de contratar um serviço de seguro. Confira algumas dicas fornecidas pelo site da revista Viagem e Turismo:

Quais os países que exigem seguro?

Os 27 países europeus que integram o Tratado de Schengen exigem que o turista tenha um seguro-viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça. Fora dali, também exigem seguro Cuba, Emirados Árabes Unidos, Qatar e Turquia.

O que devo considerar na hora de contratar?

- Confira se o seu cartão de crédito dá assistência. Visa Platinum ou Infinite, e Master Platinum ou Black, por exemplo, estão cobertos.

- Se for contratar um serviço, leia o contrato disponível no site da empresa.

- Observe os valores de cobertura médica e veja se estão de acordo com o destino que você vai. Existem produtos personalizados para gestantes, idosos, estudantes de intercâmbio e praticantes de esportes radicais, e há planos individuais e familiares.

 - Verifique atentamente como é o procedimento e quais são os documentos para obter reembolso.

Tenho um problema de saúde crônico e não me sinto seguro com as cláusulas de doenças preexistentes. Como faço para viajar?

Primeiro viaje apenas para destinos aptos a atendê-los. Os planos extensivos (mais caros) até cobrem condições preexistentes, mas com valores inferiores. O ideal é checar se o seu convênio brasileiro tem upgrade de abrangência global. Mas peça ajuda ao seu médico sobre a solução mais recomendada ao roteiro.

Durante minha viagem, vou praticar esqui, surfe ou trekking. Meu seguro cobre?

A maioria, não. Se o vendedor disse que sim, certifique-se no contrato. Os benefícios dos cartões Visa e MasterCard amparam atividades do gênero, embora excluam paraquedismo, bungeejumping e esqui fora de pistas demarcadas. A australiana World Nomads cobre de bungee a wakeboard, mas não tem atendimento em português nem escritório no Brasil, embora possa ser contratada daqui.

Durante a viagem

Estou passando mal. Ligo antes para a seguradora ou corro ao hospital mais próximo?

Ligue ANTES para a assistência. O atendimento em português facilita a triagem e isenta o segurado de pôr a mão no bolso. Nesse telefonema, o seguro encaminha o cliente a um estabelecimento conveniado, onde o custo do tratamento é mais baixo e o risco do atendimento extrapolar a cobertura é menor que em outro hospital.

Não consigo falar com a seguradora pelo telefone de contato. E agora?

No ato da compra você recebe os telefones necessários. Todas as empresas listadas abaixo dispõem de atendimento 24 horas e assistência em português. Mas, se não funcionar desse jeito, ligue como puder e guarde os recibos ou a conta das ligações para pedir reembolso. Mas não deixe de conversar com a central, pois há cláusulas que anulam a cobertura caso o segurado não alerte a empresa durante a ocorrência. Também reúna todos os recibos, laudos e documentos exigidos no contrato para a obtenção do reembolso.

Empresas que oferecem planos de seguro-saúde:

- AssistCard
- GTA
- Easy
- MasterCard Platinum
- Mondial
- SegurViaje Mapfre
- TravelAce
- Visa Platinum

Fui hospitalizado e os gastos superaram a cobertura que contratei. O que fazer?

Os extras sairão do seu bolso. A dica é, quando for fazer viagens aos EUA, onde o sistema de saúde é o mais caro, opte por planos mais completos. Em 2013, um órgão do governo inglês listou os 20 países com o atendimento médico mais caro. Entre os cinco estão Estados Unidos (R$ 63.600), Cingapura (R$ 29.100), Egito (R$ 25.200), Turquia (R$ 23.900) e Grécia (R$ 23.600).

Depois da viagem

Paguei despesas com o meu dinheiro. Qual o procedimento para conseguir o reembolso?

Cada empresa possui regras e prazos diferentes, por isso, para evitar transtornos reúna toda a documentação, preencha os formulários e dê entrada no processo assim que voltar ao Brasil.

A empresa se nega a resolver meu problema. Quem pode me ajudar?

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) é o órgão que controla e fiscaliza o mercado de seguros e recebe reclamações de consumidores. Registre sua insatisfação também no site Reclame Aqui e procure o Procon do seu estado.

Se nada der certo, o último recurso é entrar com processo judicial contra a empresa.

Para se garantir, guarde todos os comprovantes emitidos pelos centros médicos, o contrato do serviço, os protocolos dos contatos com a assistência e os documentos e fotos que sirvam de provas em tribunal.

Foto: Pixabay

Não se esqueça de deixar o seu comentário abaixo.


AMelhorViagem.com - 2012~2015 Todos os Direitos Reservados